Header
Siga-nos ... Siga-nos ... Siga-nos ... Siga-nos ... Website ... Entre em contato ...

Segunda-feira, 07 de Março de 2022

Equipe de São Paulo na Divisão Especial do CBS sub-17 tem comissão 100% feminina e estreia no Dia Internacional da Mulher

A técnica Nathália Fraga comanda a equipe, ao lado da assistente técnica Mirtes Benko e da auxiliar técnica Daniela Arosti

Seleção mineira campeã da divisão especial sub-18 masculina (Divulgação)

Seleção mineira campeã da divisão especial sub-18 masculina
(Divulgação)

Equipe de SP sub-17 com comissão técnica totalmente feminina (Divulgação)

Equipe de SP sub-17 com comissão técnica totalmente feminina
(Divulgação)

 

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 07.03.2022 

Nathália Monteiro Fraga é a única mulher entre os treinadores que comandam das 10 equipes que disputam a Divisão Especial do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) sub-17 feminino. Sob seu comando, São Paulo estreia na competição nesta terça-feira (08.03), exatamente no Dia Internacional da Mulher. Mirtes Benko, assistente técnica, e Daniela Arosti, auxiliar técnica, completam a comissão técnica 100% feminina.

"É importante termos representatividade. Nossa comissão técnica é formada exclusivamente por mulheres. A seleção paulista da categoria sub-17 é a primeira de muitas jogadoras e sei que sou um espelho para elas, alguém em quem confiam, com quem identificam", diz Nathália, que tem 20 anos de experiência e possui nível IV como treinadora, o mais alto da Comissão Nacional de Treinadores (CONAT). 

A Divisão Especial do CBS, que começa amanhã e vai até sábado, no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), será a estreia de Nathália no comando da equipe sub-17 feminina de São Paulo. A equipe estreia contra o Rio Grande do Sul, às 11h. Todas as partidas têm transmissão ao vivo pelo Canal Vôlei Brasil.  

"Acredito muito nesta equipe. Nosso grupo é formado por atletas que estão esperando muito por este momento e têm muito o que mostrar", diz a treinadora. 

São Paulo está no grupo B, ao lado de Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Paraíba. No grupo A estão Santa Catarina, Minas Gerais, Paraná, Distrito Federal e Ceará. Os dois primeiros avançam para as semifinais. Na fase classificatória, as particas acontecem com três sets obrigatórios, enquanto os duelos decisivos são disputados em melhor de cinco sets. Os três últimos da classificação geral disputam a Primeira Divisão na próxima temporada. 

Divisão Especial sub-17 feminina – Tabela de Jogos

Minas Gerais abre temporada do CBS com título da Divisão Especial sub-18 masculina 

Minas Gerais foi o primeiro campeão da temporada 2022 do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS), com o título invicto da Divisão Especial sub-18 masculina. Na decisão, a equipe superou o Rio de Janeiro por 3 sets a 1 (25/21, 27/29, 25/23 e 25/21), no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).

"Foi uma competição equilibrada, com cinco equipes com chances de título. Este equilíbrio reflete o bom trabalho desenvolvido por federações, clubes e técnicos, e também pela nova geração que está chegando. O CBS é uma vitrine para atletas de todo o Brasil, uma competição que todos querem disputar, representando seus estados. O campeonato proporciona uma experiência voltada para o alto rendimento, e os atletas têm consciência que estão sendo observados o tempo todo, o que gera responsabilidade e maturidade para eles", disse o técnico da seleção mineira, Fernando Gomes. 

Um dos destaques da vitoriosa campanha de Minas Gerais foi o oposto Bryan Lucas, de 16 anos e 1,98m de altura. "Ele é unanimidade entre técnicos, gestores e avaliadores como um grande potencial do voleibol brasileiro. Nosso título invicto foi resultado de trabalho árduo focado no coletivo. Outros times também tinham jogadores muito bons, mas nossa equipe se mostrou extremamente disciplinada e obediente taticamente, o que faz diferença nesta faixa etária" completou Fernando Gomes. 

Na disputa pelo terceiro lugar a seleção de Santa Catarina levou a melhor sobre a de São Paulo por 3 sets a 1 (25/11, 23/25, 25/21 e 25/14). Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Pará, que ficaram nas três últimas posições disputarão a Primeira Divisão em 2023.

Classificação Final 

1º Minas Gerais
2º Rio de Janeiro
3º Santa Catarina
4º São Paulo
5º Paraná
6º Rio Grande do Sul
7º Maranhão
8º Pernambuco
9º Mato Grosso do Sul
10º Pará 

Divisão Especial sub-18 masculina - Resultados e classificação

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro